My Struggle: Book 1, de Karl Ove Knausgaard

My Struggle: Book 1, é o primeiro dos 6 volumes autobiográfico do autor norueguês Karl Ove Knausgaard. Comparado a Proust, a coleção abrange momentos de grande importância na vida do escritor e ele não se esquiva de falar de absolutamente nada: morte, família, amor, vicio, arte, medo e os detalhes mais íntimos de sua vida como ela foi vivida. Tudo esta ali, escancarado para o mundo inteiro ler.

Duramente criticado pela família que viu essa “invasão de privacidade” como uma grande traição, ao mesmo tempo que a mídia norueguesa investigava cada milímetro da vida do autor, a saga explodiu na Noruega e só recentemente foi lançada em inglês.

My Struggle: Book 1, de Karl Ove Knausgaard

Fiquei curiosa sobre o livro e autor depois de ler um artigo sobre ele no New Republic. Curiosa, mas desconfiada, pois não tenho muita paciência para longas divagações biográficas, comecei o 1º volume no final de Março e terminei as mais de 400 páginas em 1 mês. Logo de cara fui fisgada. Lendo sobre a família, sua adolescência e seu desejo de escrever despertou memórias em mim que eu nem mesmo sabia que estavam guardadas. A linguagem dele é simples, mas poética. A vida, as sensações, as frustrações, os desejos, as explicações, a vida vivida por nós, ou no caso, a minha e a dele, nascidos em países tão distantes e com culturas tão opostas, e mesmo assim, a vida interior experimentada de maneira tão análoga. Foi perturbador em vários momentos ver as semelhanças, principalmente nos erros, mas não deixou de ser um “mimo” se enxergar em outro.

Eu tenho uma teoria de que somos mais semelhantes do que gostaríamos de ser, e nossas emoções, também limitadas, se repetem em todos nós infinitamente. O primeiro amor, a busca da aprovação dos pais, as amizades, a adolescência, o início da vida adulta, a morte de um familiar. Todos nós experimentamos isso e a maioria já passou pelo leque de emoções que essas vivências proporcionaram. Por isso é fácil sentir-se lá, junto com ele, enquanto lemos sobre seus momentos mais íntimos.

Eu entendo o sentimento de traição da família dele, mas na minha opinião Karl Ove fez muito mais do que expor toda sua família, ele desnudou-se em My Struggle: Book 1, e justamente por isso o livro diz mais sobre ele mesmo do que sobre a família.

Dito isso, eu simplesmente amei o 1º volume, mesmo que não tenha sido fácil de ler. Muitas interrupções para que eu pudesse pensar na minha própria vida, nas minhas experiências. Estou desejosa de ler o 2º volume, mas vou dar um tempo para que as idéia e impressões de My Struggle: Book 1 se assentem.

Para comprar: Amazon

Para saber mais: GoodReads