… porque se fosse nos Estados Unidos…

Você com certeza já ouviu isso: alguma coisa errada acontece no Brasil e alguém solta a gema: “Brasil é isso mesmo, uma zona, país sem lei, onde a impunidade impera. Porque se algo assim acontecesse nos Estados Unidos, você veria a diferença. Lá as coisas funcionam, a lei é dura, por isso que é 1º mundo!” ou uma variante desta frase, que no fundo quer dizer que somos uns lascados e o US of A é ma-ra-vi-lho-so e per-fe-i-to! Quase sempre a pessoa que tem essa percepção é alguém que nunca veio aos US of A ou se veio, foi passear na Disney, fez compras em NY ou Miami e só tem a dizer como tudo aqui fun-ci-o-na!! O grande problema é isso não é verdade!

US of A é corrupto ao extremo, cheio de pobreza, de desigualdade social, racista e hipócrita, e como em qualquer república das bananas, repleto de políticos que estão pouco se lixando para o povo. O que existe aqui é o semblante de segurança, em parte por causa da imensa segregação, que separa os pobres dos ricos, assim não temos que ver as criancinhas pedindo grana nos faróis, a comodidade de ter tudo antes de todo mundo e a ilusão do american dream: você trabalha duro e um dia vai ser milionário. Há!

Toda vez que alguém me diz como aqui é ótimo, sempre em detrimento ao Brasil, eu ranjo os dentes em silêncio, parte porque não quero discutir um assunto tão chato, parte porque uma grande parcela das pessoas que propagam essa noção realmente não sabem do que estão falando, só estão repetindo algo que elas acham que é verdade, a variante do gramado sempre parecer mais verde no quintal do vizinho… Mas essa é uma pedra no meu sapato e diariamente eu me deparo com notícias que deveriam estar na capa do Notícias Populares, documentando o quanto este país é fucked up, mas não estão, porque provavelmente viver na fantasia é melhor do que provar da realidade. Pensei mesmo em iniciar um blog tipo “US da A, País de 3º Mundo”, mas eu não preciso de mais um projeto para me embananar. Então vou postar aqui uma série com os casos mais bizarros e recentes.

1) Miami 07/06/2011: Um indivíduo passando por uma intersecção com a sua namorada filma um grupo de policiais esvaziando suas armas em um suposto criminoso, apenas para ser seguido até seu carro, ter uma arma apontada para si mesmo por estar filmando a cena. O video só vazou pois ele escondeu o card na boca, pois os policiais confiscaram seu celular e pisaram em cima para quebrar. Não sendo o vídeo perturbador o suficiente (dezenas de tiros numa pessoa dentro de um carro, nenhuma preocupação com os pedestres), ver um policial apontando uma arma para as pessoas porque elas estão filmando é impressionante! Clique para ver o video ou ler o artigo na CNN. 1º mundo? 🙄

2) South Florida 06/06/2011: Uma juíza na Flórida sentenciou um playboy de 36 anos, que matou 2 pedestres (turistas ingleses) enquanto fazia um racha com seu Porsche, jogando os corpos a 50ft, fugiu da cena, tentou culpar um amigo pelo crime, além de estar em liberdade condicional por outro racha em Illinois onde um policial e dois motoristas ficaram feridos, mais uma série de violações de tráfego em outros estados e uma condenação por porte de cocaína (ufa, que ficha!) a 2 anos de prisão domiciliar, sem a tornozelera que monitora os passos do meliante, mais uma remuneração aos parentes das vítimas. A explicação da juíza por tal sentença: “A necessidade de restituição supera a necessidade de prisão.Leia aqui.

 

One thought on “… porque se fosse nos Estados Unidos…

Comments are closed.