Vampiros…

Quem lembra do Vampiro Lestat? Este foi um livro que me envolveu totalmente. Eu era adolescente quando li pela 1ª vez e fiquei fascinada. Em certas partes era como se os personagens estivessem falando comigo. Não me pergunte como, nem que passagens, eu não lembro, só me recordo da sensação. Hormônios no pico talvez…

Como a nostalgia bate de vez em quando, resolvi dar uma chance a nova geração de vampiros, os de Stephenie Meyer, dai peguei “The Short Second Life of Bree Tanner“. Oh senhor. Por quê fui fazer isso?  Mais um livro que eu não vou terminar. Não sei se este é um bom exemplo do trabalho desta escritora, se for, putz, muito bom escritor que morreu pobre deve estar se revirando na cova. O livro é uma droga. Claramente pegou o bonde do sucesso dos outros da série e ninguém parou para questionar “devemos usar papel para imprimir estar &^%$*?” Enfim, um livro superficial, desinteressante e com personagens vazios e totalmente sem vida. No pior sentido, claro.

Vou assistir Interview with the Vampire que eu ganho mais. 😉