The Ghost Writer, 2010

Ontem fui assistir The Ghost Writer com F e C. O que posso dizer, o filme é sensacional. Roman não perdeu a mão, mesmo depois de todos esses anos. O filme conta a história de um escritor contratado para ser o ghost-writer de um político que esta escrevendo sua biografia, só que ao chegar na ilha onde o político mora ele percebe que as coisas não são bem o que parecem e quem tem algo de podre no reino da Dinamarca.

Uma acertada em cheio do filme é que o expectador consegue se identificar com o escritor que deseja encaixar as peças do quebra-cabeça e embarcamos com ele nesta busca. Não é o típico thriller com perseguições e tiroteio, mas é excitante da mesma maneira, se não mais. Ewan McGregor esta muito bem no papel do escritor e Kim Cattral esta show de bola no papel da secretária.

Hoje estava lendo o fórum do Imdb e percebi que esta rolando um debate que talvez explique as pessoas não estarem falando mais sobre o filme: o caso do estupro que aconteceu em 1977 e que envolve Roman e uma menor de idade. Muita gente esta boicotando o filme e até chamando os telespectadores de “cúmplices”. O radicalismo de certos americanos, que eu poderia começar a debater aqui, citando certos grupos religiosos onde homens com mais de 50 anos se casam com meninas de 12/13 anos, mantendo vários casamentos, mas que “não, isso não é estupro nem aliciamento de menores”, mas enfim, não vou entrar neste debate… Achei de extremo mau gosto os exageros que li no fórum. Claro que não dá para levar nada do que se lê por lá a sério. Uma pessoa que achou o filme bom criticou Kim porque sentiu o sotaque britânico dela muito “falsificado”. Há. Para que não sabe, Kim é inglesa, nasceu numa cidade perto de Liverpool. 😉

Enfim, o filme é excelente e recomendo.