Tenda dos Milagres

Terminei de ler “Tenda do Milagres” de Jorge Amado. Sensacional! Além de divertido, inteligente, super bem escrito (é quase ridícula dizer isso né? ai que vergonha!), faz a gente refletir sobre temas importantes que são pertinentes ainda em hoje em dia. Só mesmo um mestre para conseguir amassar tanta coisa e desta mistura sair algo fenomenal.Viva Jorge! Viva!

Confesso que durante muito tempo relutei em ler Jorge Amado (acho que não queria trair Nelson Rodrigues, haha). Mas quem me venceu foi “Gabriela” e fui fisgada. Hoje coloco ele entre um dos melhores escritores brasileiros de todos os tempos. Quem sabe até um dos melhores escritores, ponto. Ele esta lá no topo com Dostô, com certeza. 😀 Lendo o livro eu fui transportada para a Bahia e me peguei diversas vezes ouvindo os personagens falando com aquele sotaque delicioso. Fui tão tocada que comprei “O Sumiço da Santa” para uma amiga. Em inglês infelizmente, não sei se a tradução vai fazer jus a beleza de Jorge.

Toda vez que experimento algo extraordinário feito por um brasileiro, sinto um orgulho encher minha alma e uma vontade de gritar aos quatro ventos “sou brasileira sim, com muito orgulho”. O que é isso meu deus? Estará a saudade me transformando em uma super nacionalista?

Em contrapartida, também terminei de ler “O Simbolo Perdido” de Dan Brown. Que contraste. Bobinho, shallow e pointless. No ato de coloca-lo na estante me peguei pensando no que ele tinha me adicionado. O mesmo que um passeio numa montanha-russa. Na próxima semana eu já terei esquecido totalmente.